Buscar

Câmara institui o Dia Municipal da Onça-Pintada em Derrubadas/RS



Numa articulação do Instituto Curicaca, Derrubadas (RS) é o primeiro município do Brasil a reconhecer oficialmente a importância da onça-pintada para a biodiversidade e o ecodesenvolvimento. Em 29 de novembro de 2019 os representantes do Legislativo e do Executivo municipal estiveram no auditório da Câmara junto com o Curicaca para o lançamento do Dia Municipal da Onça-Pintada e já aproveitaram o tempo discutindo soluções aos principais desafios aos dois interesses. A atividade fez parte do projeto Onças do Yucumã e da programação da Semana da Onça, organizada pelo Curicaca e parceiros com atividades simultâneas no Parque Estadual do Turvo (Sema/RS) e no Parque Nacional de Iguaçu (ICMBio). A cooperação iniciada com o Legislativo é um passo importante para buscar soluções aos desafios da conservação da biodiversidade, do turismo e da educação para a sustentabilidade.


O presidente da Câmara Municipal, Sr. Dejair Giacomini, abriu o evento destacando a importância do momento e da cooperação iniciada com o Instituto Curicaca, colocando a casa parlamentar a disposição para iniciativas que venham ajudar o meio ambiente e o desenvolvimento municipal. A secretária de turismo, Sra. Angelita dos Santos falou pelo Executivo e pelo prefeito municipal, Sr. Alair Cemin, que estava presente. Ela destacou a importância da onça-pintada e de outras espécies de grandes mamíferos e aves de rapina ameaçados de extinção que, no Rio Grande do Sul, só ocorrem no Parque do Turvo e no município de Derrubadas. Isso significa, para ela, um compromisso e uma oportunidade, já que é necessário garantir a proteção da fauna e ao mesmo tempo os benefícios econômicos e sociais por meio do turismo sustentável.



Para ilustrar o momento e motivar a discussão de desafios e oportunidades, Alexandre Krob, coordenador técnico do Instituto Curicaca, apresentou um belo vídeo sobre a onça-pintada produzido pelo Ministério do Meio Ambiente. O prefeito destacou a importância do envolvimento das crianças e jovens e da educação ambiental nas escolas. A coordenadora de educação ambiental e cultura do Curicaca, Patrícia Bohrer, sugeriu que o trabalho de educação não seja puntual, o que perde a capacidade transformadora. Sugeriu que seja realizada uma qualificação dos professores municipais para atuarem continuamente em educação ambiental, de forma trasnversal em todas as disciplinas, e que isso inclua uma revisão nos Planos Político Pedagógicos das escolas inserindo ou aperfeiçoando os temas maio ambiente e turismo sustentável.


Os desafios para o turismo também foram um pouco discutidos. Alexandre informou que existem disponíveis na Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema/RS) recursos para elaboração do Plano de Uso Público do Parque. O instrumento seria necessário para desenhar, com segurança ambiental e viabilidade econômica, os serviços que poderiam ser oferecidos aos turistas. Essa parte é frágil no Plano de Manejo vigente. Uma passarela com mirante para o Salto do Yucumã, com baixo impacto ambiental e acessibilidade à cadeirantes, ou mesmo o visitação embarcada, como é feito no lado argentino, são dois exemplos que só poderão sair das ideias se houver um planejamento detalhado com alternativas locacionais e tecnológicas para não causar impacto. O Instituto Curicaca colocou-se a disposição do prefeito e dos vereadores para uma reunião com o Governador do Estado e o Secretário Estadual de Meio Ambiente com fins de dar prioridade e agilidade à aplicação dos recursos antes que seja destinado para outra Unidade de Conservação. O convite está na mesa!

CURIO1.png