Buscar

Corredores ecológicos geram novos interesses na população de D. Pedro de Alcântara

A Prefeitura Municipal de Dom Pedro de Alcântara, por meio do Departamento de Meio Ambiente, realizou nos dias 16 e 17 de junho a sua 2ª Jornada Ambiental. Na sede da Sociedade Esportiva Aymoré localizada na cidade, no dia 16, o Instituto Curicaca palestrou sobre as atividades da organização desenvolvidas no município desde 2003.

“O público ficou particularmente interessado sobre o projeto na Lagoa do Morro do Forno”, enfatiza o coordenador técnico da instituição, Alexandre Krob. De 2009 a 2010, o Centro de Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o Instituto Curicaca desenvolveram um projeto na região da lagoa do Morro do Forno e do Jacaré, para implementação dos Microcorredores Ecológicos de Itapeva. Dom Pedro de Alcântara é cruzado por diversos desses corredores. “A população quer entender mais o que significam esses sistemas que, além da preservação da biodiversidade, podem gera renda para a cidade”, acrescenta Krob.

Também foi possível falar ao público sobre as atividades de educação ambiental desenvolvidas pelo Curicaca. Entre os anos de 2006 e 2009, o Instituto trabalhou nas duas escolas municipais da área rural de Dom Pedro. Além deste, a programa abrangeu outros quatro municípios: Dom Pedro de Alcântara, Torres, Arroio do Sal, Morrinhos do Sul e Mampituba, e foi desenvolvido em 20 estabelecimentos de ensino fundamental. As atividades tiveram que ser suspensas devido à falta de recursos financeiros.

Os professores de ensino médio presentes na palestra ficaram interessados em formar uma parceria com a ONG para trabalhar estratégias conjuntas de preservação na Lagoa do Morro do Forno. E, também apontaram uma grande demanda na área de educação ambiental para o nível médio.

Durante a palestra, estiveram presentes agricultores, professores, estudantes, gestores públicos e pessoas da comunidade em geral.

CURIO1.png