Buscar

Curicaca apóia criação do Refúgio da Vida Silvestre do Pelotas

Ocorreu na última quinta-feira, 13 de março, o III Fórum sobre os impactos das hidrelétricas no Rio Grande do Sul, com a participação de diversas ONGs e instituições ambientais. Com construção prevista para uma das Áreas-Núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, o projeto da Usina Hidrelétrica de Pai Querê foi o centro das discussões e motivo de iniciativas em prol da conservação da biodiversidade no local. Entre elas, a ação da ONG Curicaca é promover uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) para a criação de uma Unidade de Conservação na bacia do Rio Pelotas.


Conforme anunciado pelos representantes da Curicaca no evento, a ONG está empenhando-se junto ao Ministério Público Federal pela imediata criação do Refúgio da Vida Silvestre do Pelotas. Os esforços são no sentido de que as áreas intangíveis do Refúgio sejam definidas no seu Decreto de Criação. Orientações de como se manifestar ao Ministério Público em apoio à iniciativa estarão disponíveis no www.curicaca.org.br a partir desta semana.


Localizado entre os municípios de Bom Jesus (RS) e Lages (SC), o Rio Pelotas é uma das nascentes do Rio Uruguai e na sua bacia situa-se a região de Pai Querê. Existem ali porções de Mata Atlântica cuja importância é reconhecida pela Unesco e pelo MMA, com uma grande riqueza biológica, a ser preservada pela Unidade de Conservação de Proteção Integral no local.

CURIO1.png