Buscar

Curicaca apóia projeto na cadeia de valor do pinhão

O Instituto Curicaca assinou carta de adesão ao projeto “Construção participativa de diretrizes para o Manejo Sustentável do Pinhão (Araucária angustifólia) a partir de uma visão da conservação da floresta com araucária e do uso do pinhão” no último dia 28. A iniciativa é do Instituto Amigos da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, concorrendo em edital do Ministério do Meio Ambiente. A divulgação dos resultados vai ocorrer para o dia 30 de agosto.

O projeto visa o mapeamento da cadeia de valor do pinhão abrangendo os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e pretende identificar os principais gargalos e potenciais desta cadeia.  A partir das informações será elaborado um plano de melhoria de todo o processo que envolve a extração e comercialização do pinhão.

Para elaboração do plano, o projeto pretende realizar três oficinas, em SP, no PR e no RS. O Curicaca, a partir de sua experiência na mata atlântica, pretende contribuir com o projeto apoiando a organização da oficina que será realizada no RS. Além disso, sugestões para a construção das diretrizes de manejo sustentável da coleta do pinhão serão feitas para a concretização da iniciativa. “Estamos torcendo para que a proposta seja contemplada e que assim possamos ampliar nossa contribuição para a conservação das matas com araucária”, enfatiza o coordenador técnico do Instituto Curicaca, Alexandre Krob.

No Rio Grande do Sul, os subprodutos da araucária podem não estar inseridos em um contexto de sustentabilidade, isso porque, conforme explica Krob, pouco se sabe da cadeia produtiva do pinhão. “Pelo menos uma certeza existe: uma araucária produzindo pinhão tem valor permanente, o qual é subtraído quando o exemplar é derrubado”, argumenta Krob.

Chamada Pública

O projeto “Construção participativa de diretrizes para o Manejo Sustentável do Pinhão (Araucária angustifólia) a partir de uma visão da conservação da floresta com araucária e do uso do pinhão” está participando de seleção para captação de recurso pela Chamada Pública do Ministério do Meio Ambiente para apoiar projetos que promovam cadeias produtos da sociobiodiversidade na Mata Atlântica.

A chamada ocorreu entre os dias 30 de junho ao dia 30 de julho, abrangendo projetos com os objetivos de sistematizar informações, identificar e priorizar arranjos produtivos e construir diretrizes para manejo sustentável do fruto da juçara; elaborar e divulgar diretrizes de manejo sustentável da erva-mate; elaborar e divulgar diretrizes de manejo sustentável do pinhão; e promover a cadeia de valor do pinhão no centro-sul do estado do Paraná e região metropolitana de Curitiba.

CURIO1.png