Buscar

Curicaca apresenta as possibilidades da profissão biólogo em universidades

Nas últimas semanas, o Instituto Curicaca esteve representado por seu coordenador técnico e por algumas de suas biólogas em dois eventos de aproximação com estudantes de biologia. Alexandre Krob, participou da semana Acadêmica de Biologia da Ulbra, na quinta-feira, 17, enquanto uma equipe de biólogas palestrou no Profissão Biólogo da UFRGS, na quarta-feira, 23.


Graduandos e docentes puderam conhecer a variedade de frentes de atuação dos biólogos, tanto voltadas à pesquisa quanto à educação ambiental e a implementação de projetos técnicos. Experiências dos pesquisadores e educadores ambientais dentro e fora do Curicaca formam um apanhado de relatos com visões diferentes da realidade vista dentro da academia.



Embora, a educação ambiental ainda não seja recorrente nas instituições de ensino, esta realidade está mudando. Além de parcerias com universidades para execução de projetos, o Curicaca aposta na formação de recursos humanos e a ao longo de sua trajetória tem realizado a aproximação e sensibilização de comunidades , por meio da educação ambiental.


Na Ulbra, o convite à ONG se deu pela ligação com o coordenador do evento Walter Duarte, que também é membro do Conselho do Parque Estadual de Itapeva e conhece os inúmeros resultados dos projetos realizado pelo Curicaca Litoral Norte gaúcho, inclusive os da educação ambiental continuada com as populações do entorno de Unidades de Conservação e corredores ecológicos. Já na UFRGS, as biólogas Gabriele Volkmer, Simone Ximenes, Anita Macedo e Marília Rodrigues voltaram ao campus onde também já foram alunas para despertar a atenção dos futuros biólogos sobre essa possibilidade de mercado.


O Curicaca atualmente conta com mais de cinco biólogos atuando permanentemente na instituição, além de associados, parceiros e voluntários de mesma profissão. “Já estagiariam conosco mais de cinquenta estudantes de biologia que aprendem na prática como planejar e executar projetos aplicados à conservação. É uma qualificação ao mesmo tempo técnica e política e a chance de ver a aplicação e os resultados da pesquisa e do conhecimento obtido em de sala de aula”, lembra Krob.


CURIO1.png