Buscar

Curicaca inicia 2018 com dois novos projetos

Um novo ano acaba de começar e, com as energias renovadas, informamos que 2018 traz mais avanços na conservação e uso sustentável da biodiversidade promovidos pelo Instituto Curicaca. Recentemente, dois novos projetos foram aprovados pela Fundação Grupo Boticário - ambos ampliando a atuação da ONG no âmbito nacional. Um deles é no já conhecido Parque Nacional da Lagoa do Peixe, Unidade de Conservação cuja importância e ameaça de recategorização nos levou a sair novamente à sua defesa em 2017. O outro nos lançará para mais longe, em um bioma no qual ainda não trabalhamos à campo. Estaremos em Roraima para preservar as Capinaranas Amazônicas e o Veado-galheiro.


O projeto “Veado-galheiro (Odocoileus virginianus) nas Campinaranas Amazônicas: dinâmica de ocupação e abundância de uma espécie deficiente de dados no contexto da expansão do Parque Nacional do Viruá, Roraima”, será realizado em parceria com a UFRGS, o ICMBio, o WWF e o Museu Nacional - UFRJ. 



No projeto “Gestão das perturbações à avifauna em Sítio Ramsar e ordenamento do turismo de observação de aves no Parque Nacional da Lagoa do Peixe com organização e inserção da comunidade local”, a parceria vai ser com a UFRGS, o ICMBio e a Fundação Zobotânica.


Nesse momento estamos assinando os contratos com a Fundação e iniciando a fase de instalação das equipes e fazendo alguns testes preliminares de campo para testar equipamentos e metodologia. Acompanhe as nossas notícias e saiba mais detalhes sobre cada um dos projetos quando forem dados os primeiros passos de implantação.



CURIO1.png