Buscar

Fiscalização em Unidades de Conservação estaduais é debatida em audiência pública

A grande maioria das Unidades de Conservação estaduais do Rio Grande do Sul possui o seu patrimônio natural ameaçado pela falta de controle e fiscalização. Isso não é de hoje, mas um problema crônico das áreas protegidas e que aparece como segunda prioridade nas soluções necessárias, abaixo apenas da falta de regularização fundiária, a maior fragilidade.


Algumas delas são frequentemente invadidas por caçadores ou por moradores clandestinos, outras sofrem com o extrativismo ilegal de plantas ornamentais, de madeira e de palmito, havendo também aquelas que são incendiadas regularmente ou que têm seu patrimônio depredado. A lista de impactos decorrentes da falta de guarda-parques e das condições inadequadas de trabalho desses profissionais é enorme.


Por isso, na próxima quinta-feira (15), às 10h, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, haverá uma audiência pública sobre o tema “melhoria das condições de trabalho dos guarda-parques e atual situação de fiscalização, guarda, patrulhamento e segurança das Unidades de Conservação estaduais”.


Você, que trabalha com as áreas protegidas (ambientalistas, pesquisadores, estudantes de biologia, geografia etc), compareça e manifeste sua indignação com o descaso que nossas joias da natureza vêm sofrendo. Cobre dos parlamentares um comprometimento forte e um resultado concreto, pois muitas dessas audiências são só espaços para promoção política e não levam a nada.


A confirmação de presença ou designação de representante poderá ser feita pelo email csp@al.rs.gov.br ou pelo telefone 51 3210 2647. Acesse aqui o convite do evento.

CURIO1.png