Buscar

Ilustração e Educação Ambiental: uma ferramenta de ludicidade

O Instituto Curicaca desde sua criação, em 1997, trabalha com a Educação Ambiental. Procurando uma tomada de consciência das crianças e adolescentes, a ONG construiu uma metodologia lúdica, interativa e próxima da linguagem e rotina dos educandos. A ilustração tem se mostrado fundamental nesse processo. Ela contribui com a ludicidade das atividades propostas e dialoga com as crianças de forma eficiente.


Segundo Patrícia Bohrer, Coordenadora de Educação Ambiental e Cultura do Curicaca e também ilustradora, a ilustração estimula e motiva as crianças e professores. “A imagem tem uma mensagem muito direta, consegue falar na linguagem dos alunos”, avalia Patrícia.


O trabalho de educação ambiental do Curicaca se desenvolve de maneira continuada. Essa característica permite a percepção de materiais ilustrativos que funcionam melhor entre as crianças. É importante experimentar, averiguar o que melhor se adapta à proposta de conscientização ambiental. Patrícia enxerga que quanto mais próximo da criança mais efetividade há no processo de aprendizagem. Na ilustração, quando se trabalha com uma perspectiva tridimensional, os resultados são muito positivos.

 

Foi o caso da experiência na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Professor Baptista, localizada em Dom Pedro de Alcântara, litoral norte do Rio Grande do Sul. Com alunos de vinte escolas de cinco municípios da região, foi trabalhado o Jogo da Conduta Consciente.

 

O Jogo consistia em uma mandala gigante, composta por ícones ilustrados em blocos de cimento. Nele, as crianças aprendiam a desenvolver  uma relação ecológica saudável com as Unidades de Conservação. Esse Jogo também foi feito no Parque Estadual de Itapeva. Nessa experiência  a brincadeira foi constituída por um grande tabuleiro, acompanhado de painel explicativo, com instruções do jogo.


A ilustração é a arte da narrativa, sempre há uma veiculação com um conteúdo. Ela toca na subjetividade das pessoas, conforme explica Patrícia. A educação ambiental também trabalha com muitos assuntos relacionados à biologia e às ciências, essas áreas precisam da imagem para uma compreensão mais precisa dos seus temas. A simples descrição textual de uma planta ou animal, não é suficiente,  há uma necessidade de ver para conseguir compreender.


Ilustração para educadores


O Curicaca além de trabalhar diretamente com os alunos, também procura sensibilizar os professores para a educação ambiental. Experiência que marcou essa atuação foi a publicação do livro Microcorredores Ecológicos de Itapeva, onde todo um conteúdo metodológico e o planejamento de ações vem acompanhados de ilustrações que não deixam o leitor tirar os olhos das páginas. A mandala da capa tem chamado tanta atenção, que o livro não sai de cima da mesa.


Patrícia lembra também com carinho do livro Ondas que te Quero Mar – Educação Ambiental para Comunidades Costeiras, que ilustrou para a editora Gestal e o Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (Nema). A partir de sua experiência com a educação ambiental pensou o projeto gráfico e as ilustrações, juntamente com o Editor Alexandre Krob. O livro alia ilustrações e fotografias trabalhando com conceitos mais específicos da educação ambiental voltada para os professores. A relação entre fotos e desenhos tornou possível um discurso imagético próximo à realidade dos educadores.

CURIO1.png