Buscar

Monitoramento das Metas de Aichi para a Mata Atlântica é iniciado

Tratar das causas fundamentais de perda da biodiversidade abordando a biodiversidade junto ao governo e sociedade. Esse é objetivo principal das Metas de Aichi, acordo feito em 2010 durante a Conferência das Partes (COP) 10 da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB). O compromisso é composto por 20 metas. Dentro da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, o andamento dos objetivos será averiguado até o dia 15 de março deste ano. A iniciativa faz parte do Projeto Anuário Mata Atlântica – Monitoramento das Metas de Aichi (CDB) 2011-2020 e está sendo efetivada em dezessete estados que compõem o bioma.


O Instituto Curicaca é o articulador do projeto no Rio Grande do Sul. Segundo Alexandre Krob, coordenador técnico da ONG, “a mata atlântica é um dos mais ricos biomas do planeta e, ao mesmo tempo, infelizmente, é um dos mais ameaçados. O amplo reconhecimento da importância da conservação da sua biodiversidade foi uma grande conquista. A necessidade agora é de sermos intensos e eficazes, no que muito ajuda fazermos esse monitoramento da nossa contribuição para as metas internacionais”. O Projeto Anuário Mata Atlântica: Monitoramento das Metas de Aich (CDB) 2011-2020 está sendo desenvolvido pelo o Instituto Amigos da Reserva da Bioesfera da Mata Atlântica (IA-RBMA) e pela Rede RBMA. As metas serão averiguadas por meio de um formulário, o qual será respondido pelos colaboradores da RBMA nos dezessete estados envolvidos. Após, os dados serão disponibilizados no hotsite do projeto (www.rbma.org.br/anuariomataatlantica). As informações são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2011.


Durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio + 20, que acontece no dia 17 de junho, será lançado o Anuário com a sistematização das informações coletadas. O documento funcionará como um importante instrumento para reflexão sobre as ações que vêm sendo realizadas e a proposição de ajustes necessários. “Poderemos saber em que proporção o que fazemos está contribuindo para o cumprimento das metas, quais os setores estão se empenhando, quais as escalas de abrangência e quais os níveis de continuidade”, exemplifica Krob.


Metas de Aichi


As Metas de Aichi foram acordadas entre 193 países, durante a COP-10 da CDB, em Nagoya, no Japão. O acordo, realizado em 2010, prevê vinte metas que deverão ser alcançadas até o ano de 2020. Foram definidas cinco estratégias para a realização dos objetivos propostos: tratar das causas fundamentais de perda da biodiversidade abordando a biodiversidade junto ao governo e sociedade; reduzir as pressões diretas sobre a biodiversidade e promover o uso sustentável; melhorar a situação da biodiversidade protegendo ecossistemas, espécies e diversidade genética; aumentar os benefícios da biodiversidade e serviços ecossistêmicos para todos; e aumentar a implementação por meio de planejamento participativo, gestão de conhecimento e capacitação. Para conhecer as 20 metas, acesse:www.rbma.org.br/anuariomataatlantica/metas_aichi.php.

CURIO1.png