top of page
Buscar

Parceria entre Curicaca e Festival TURÁ protege quelônios

O Anfiteatro Pôr do Sol, construído em 2000, aterrou uma área úmida junto à Orla do Guaíba. O espaço se firmou na cena cultural com grandes eventos e muitas pessoas. Mas abandonado nos últimos anos, passou a ser mais frequentado por cágados, tartarugas e quero-queros.


Ao recomendarmos que o Festival TURÁ fosse para o Anfiteatro, saindo do maltratado Parque Harmonia, não nos esquecemos da necessidade de cuidar dos bichos que ali convivem. Num acordo com os realizadores fomos planejar medidas de mitigação dos impactos potenciais sobre as espécies de cágados e tartarugas que usam a área.



Entre 20/10 e 10/11, dia sim dia não, nossa equipe fez busca ativa de vestígios de ninhos na área onde as infraestruturas seriam instaladas e haveria grande concentração de pessoas. Foram marcados e escavados 101 pontos, nos quais encontramos apenas 6 desovas, que foram realocadas para um lugar arenoso e seguro nas proximidades do lago Guaíba. Nesse período registramos dois cágado-de-barbelas, duas tartaruga-tigre-d'água nativas e uma tartaruga-de-água-doce-americana, espécie exótica e invasora que é uma ameaça às espécies nativas.


O estudo nos fez entender que o aterro do Anfiteatro parece inadequado para a desova dos quelônios. Os vestígios de ninhos estavam num substrato formado por brita grossa associada à caliça compactada. Muito provavelmente a maioria dos animais começa a cavar, mas desiste sem realizar a postura, o que explica apenas 6% de desovas. Além disso, os ovos estavam enterrados sob 15 a 20 cm de uma camada dura, grosseira e compactada de brita e terra. Dificilmente uma tartaruguinha que descascasse ali alcançaria a superfície.


Diversas medidas foram e serão adotadas, como fechamento de frestas inferiores nos tapumes impedindo o acesso e circulação de quelônios, orientação de trabalhadores aos cuidados necessários, monitoramento diário pelos nossos técnicos durante e após o evento, isolamento das áreas externas próximas ao Guaíba e Dilúvio, além da proteção de um ninho de quero-quero.


É necessário medidas definitivas e os resultados serão entregues para subsidiar os usos futuros da área do Anfiteatro.

bottom of page