Buscar

Projeto motiva estudantes sobre oportunidades do turismo de observação de aves na Lagoa do Peixe

A ação faz parte do projeto de organização da observação de aves no Parque e proximidades.


Nos dias 4 e 5 de julho, a equipe técnica do Curicaca visitou três escolas em Mostardas e Tavares - cidades próximas ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe - e promoveu um diálogo sensibilizador sobre o turismo de observação de aves, prática comum na região. O projeto é desenvolvido pela ONG com apoio da Fundação Grupo O Boticário e em parceria com o ICMBio e a UFRGS. O encontro com os jovens faz parte também do processo seletivo para o curso de formação de condutores de observação de aves e ecoturismo, gratuito e aberto somente a estudantes de ensino médio residentes em Mostardas e Tavares. As inscrições abrem em agosto.


Os técnicos Nelson dos Angelos e Letícia Bolzan conversaram com alunas e alunos de ensino médio da Escola Padre Simão Moser e da Escola Mario Quintana, em Mostardas, e da Escola Edgardo Pereira, em Tavares. Primeiramente, abordaram a importância ambiental do Parque para as aves migratórias, que utilizam o local para se alimentarem e descansarem entre as jornadas. “É um local importante para a preservação desses bandos”, explica Nelson. Na conversa com os professores, vieram boas memórias dos cursos de formação de educadores ambientais que o Curicaca realizou na região anos atrás.



Através da troca de ideias e de questionários distribuídos posteriormente se procurou entender a relação dos alunos com a lagoa, suas visões sobre a Unidade de Conservação (UC), e, se conheciam as oportunidades que a área de preservação pode oferecer. O ecoturismo, com ênfase na observação de aves, por exemplo, é uma prática da UC com grande potencial econômico. O Curicaca aposta no curso também como forma de aproximar os estudantes da temática da conservação, além de ser uma maneira de desenvolver a economia da região sem gerar impactos ambientais negativos. O turismo de observação de aves pode alcançar a comunidade local se for planejado e organizado dessa forma, um dos objetivos do projeto.



A problemática da poluição dos oceanos por plásticos foi outro assunto conversado. Essa realidade causa muitos danos à fauna marinha e às aves da região, e por isso, alinhado com o projeto de planejamento de turismo de observação de aves, a ONG iniciou a execução do “Bird Watching to Reduce Plastic Pollution Brazil”, com o mote específico de ajudar a sensibilizar a sociedade sobre o problema e a reduzir os plásticos na área marinha do Parque Nacional da Lagoa do Peixe. A integração entre os dois projetos se dará pelos grupos de observadores de aves, para se tornarem multiplicadores do cuidado com o espaço.




CURIO1.png