Buscar

Reivindicações por melhorias nos Parques Nacionais chegam ao rádio

Um bate-papo sobre Parques Nacionais, transmitido ao vivo na última terça-feira pela Band AM 640, expôs aos ouvintes algumas das dificuldades enfrentadas pelas Unidades de Conservação no Estado. No programa Mapa Mundi, o apresentador Henrique Raizler conversou com Alexandre Krob – coordenador técnico do Instituto Curicaca e conselheiro dos Parques Nacionais – sobre a situação geral dos parques no país e, em especial, a precariedade do Parque Nacional dos Aparados da Serra.


Às vésperas do seu cinquentenário, em dezembro, o "Parque do Itaimbezinho", como é conhecido, corre o risco de ser fechado por escassez de recursos. Krob comentou as causas do problema, dentre as quais se destacam a falta de prioridade política do Ministério do Meio Ambiente e a existência de terras privadas dentro do parque.


Cerca de trinta por cento dos 30.000 hectares do Parque Nacional dos Aparados da Serra e do Parque Nacional da Serra Geral, seu vizinho, ainda precisam ser comprados pelo governo federal. O maior empecilho à compra é a burocracia envolvida no processo de aquisição. Enquanto isso, é inviável a prática do turismo nestas áreas.


Em participação por telefone, Julio Gonchorosky, diretor substituto de Unidades de Conservação de Proteção Integral do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), afirmou que, até o final deste ano, um servidor será designado para resolver a questão fundiária. Esta foi outra reivindicação articulada pelo Instituto Curicaca na última reunião do conselho da Unidade de Conservação, gerando uma carta dos conselheiros ao ICMBio.


Deonir Zimmermann, diretor do Parque Nacional dos Aparados da Serra, também por telefone, admitiu a necessidade de melhorias, em especial nas estradas que dão acesso ao parque, tendo em mente, no entanto, a proteção aos ecossistemas existentes nas duas unidades (Aparados e Serra Geral).


Se o objetivo é melhorar o acesso de quem vêm praticar ecoturismo nos parques, é preciso também eliminar qualquer risco de atropelamento de animais ou acidentes com cargas perigosas. Tudo deve ser muito bem planejado, como se fossem “estradas-parque”.

O programa pode ser ouvido na íntegra no site www.mapamundibrasil.com.br.

CURIO1.png