Buscar

Reunião do CERBMA/RS debate atuação em UCs e Postos Avançados

O aperfeiçoamento do funcionamento do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (CERBMA/RS), a renovação e proposição de Postos Avançados e a representação do Comitê nos Conselhos consultivos de UCs foram alguns dos principais assuntos da reunião realizada no mês de setembro.  O licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica de Pai Querê também foi abordado na reunião.


O CERBMA/RS possui três câmaras técnicas permanentes, uma de desenvolvimento sustentável, outra de biodiversidade e a terceira de conhecimento científico e tradicional. As câmaras deverão se reunir sempre no mesmo dia que ocorre a reunião do Comitê, mas pela manhã, e devem considerar a possibilidade de convidar especialistas, quando necessário. Esses detalhes deverão estar refletidos no regime interno do Comitê, cuja revisão será realizada por um Grupo de Trabalho especialmente criado para tal.


Em relação aos Postos Avançados que estão localizados dentro da Reserva da Biosfera Mata Atlântica, foi proposta a renovação dos já existentes. Para isto, membros do Comitê deverão visitar os postos e emitir um relatório de avaliação. As visitas ocorrem nos Postos do Bosque de Canela, Lagoa do Peixe, Mira Serra, Quarta Colônia e Maquiné. Também foi proposta a criação de novos postos em Igrejinha (RS) e Passo Fundo (RS), que também serão vistoriados.


Sobre a representação do Comitê nos Conselhos Consultivos das Unidades de Conservação, verificou-se uma grande demanda concentrada na coordenação do CERBMA/RS. Atualmente, essas representações ocorrem no Parque Nacional da Lagoa do Peixe, nos Parques Nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral, nos Parques Estaduais de Itapeva e de Itapoã, na Reserva Biológica da Serra Geral, na Estação Ecológica de Aratinga e na APA da Rota do Sol. A retomada do envolvimento de outros conselheiros será buscado a partir de agora.


Licenciamento da usina hidrelétrica de Pai Querê

O CERBMA/RS comemorou a decisão de veto do Ibama à licença da hidrelétrica de Pai Querê, no Rio Pelotas, noticiada por um veículo de Santa Catarina. Segundo Alexandre Krob, presidente do CERBMA/RS e coordenador técnico do Instituto Curicaca, a negativa à licença ambiental levou em consideração a relevância da área como zona núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, informação que foi repassada nas audiências públicas. Na reunião, os conselheiros ainda enfatizaram que a criação da Unidade de Conservação Refúgio da Vida Silvestre do Rio Pelotas, que estava sendo retardada pelo licenciamento de Pai Querê, é vital para a conservação da Mata Atlântica.

CURIO1.png