Reserva Particular do Patrimônio Nacional

Mata do Professor Baptista

A importância da região para a conservação da biodiversidade foi destacada pelo reconhecimento da UNESCO

como uma das áreas piloto para a implantação da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. 

DSC05223

DSC05223

DSC05244

DSC05244

balonismo

balonismo

DSCN0623

DSCN0623

DSCN0619

DSCN0619

DSCF4973

DSCF4973

balonismo 2006 129

balonismo 2006 129

DSC05230

DSC05230

Um importante corredor natural de entrada de espécies e contingentes tropicais no Estado...

As formações florestais atlânticas, localizadas principalmente na escarpa da Serra Geral entre Torres e Osório, configuram o limite meridional de abrangência da Floresta Ombrófila Densa, sendo considerada a área com maior tropicalidade dentro do RS.

A Mata Atlântica se estende pela planície costeira até o limite sul do litoral, e adentra em regiões do Planalto, da Depressão Central e da escarpa meridional da Serra Geral. Em função dessas características peculiares em termos ecológicos também recebeu a denominação de Porta de Torres.

Esse remanescente, apesar de ter sofrido pressões como a extração de palmito e samambaia, vem sendo conservado desde 1972.

Apresentando-se num avançado estágio de regeneração, com uma mata bem estruturada e bastante rica em termos de espécies botânicas,  incluindo, além das árvores, muitas ervas, lianas e epífitas; muitas destas plantas estão incluídas na lista de espécies ameaçadas de extinção no RS. A propriedade atualmente se destina a atividades de pesquisa, sendo realizados projetos de graduação, mestrado e doutorado.

CURIO1.png