Reserva Particular do Patrimônio Nacional

Mata do Professor Baptista

A importância da região para a conservação da biodiversidade foi destacada pelo reconhecimento da UNESCO

como uma das áreas piloto para a implantação da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. 

Um importante corredor natural de entrada de espécies e contingentes tropicais no Estado...

As formações florestais atlânticas, localizadas principalmente na escarpa da Serra Geral entre Torres e Osório, configuram o limite meridional de abrangência da Floresta Ombrófila Densa, sendo considerada a área com maior tropicalidade dentro do RS.

A Mata Atlântica se estende pela planície costeira até o limite sul do litoral, e adentra em regiões do Planalto, da Depressão Central e da escarpa meridional da Serra Geral. Em função dessas características peculiares em termos ecológicos também recebeu a denominação de Porta de Torres.

Esse remanescente, apesar de ter sofrido pressões como a extração de palmito e samambaia, vem sendo conservado desde 1972.

Apresentando-se num avançado estágio de regeneração, com uma mata bem estruturada e bastante rica em termos de espécies botânicas,  incluindo, além das árvores, muitas ervas, lianas e epífitas; muitas destas plantas estão incluídas na lista de espécies ameaçadas de extinção no RS. A propriedade atualmente se destina a atividades de pesquisa, sendo realizados projetos de graduação, mestrado e doutorado.

CURIO1.png