Conheça mais de nossa biodiversidade

Animais, plantas, ambientes naturais e serviços ecossistêmicos que protegemos em nossa Unidade de Conservação privada podem ser melhor conhecidos por quem nos visita, apoia, oferece parceria.

 
Melanophryniscus macrogranulosus (M. Borges Martins)_2.jfif

Sapinho-verde-de-barriga-vermelha (Melanophryniscus macrogranulosus)

O Sapinho-verde-de-barriga-vermelha é uma espécie endêmica do Brasil e tem registro apenas em duas localidades: nos municípios Maquiné e Dom Pedro de Alcântara (onde a RPPN se localiza). Porém nestes lugares, o sapinho é ameaçado pela grande circulação de pessoas e pela deposição de lixo e/ou de dejetos humanos, o ambiente da RPPN é essencial para a preservação deste animal que está em perigo de extinção (VU/IUCN; EN/BR; EN/RS).

Geonoma schottiana Martin Grings (2).JPG

O Capitão-de-saíra é encontrado exclusivamente no Brasil, na região da Mata Atlântica. Esta espécie, vulnerável à extinção, alimenta-se de insetos, anfíbios e pequenos frutos, e é essencial para o bom funcionamento do ecossistema onde vive. (LC/IUCN; VU/RS).

Geonoma schottiana Martin Grings (3).JPG
L. guttulus Felipe Peters.jfif

Gato-do-mato (Leopardus guttulus)

O gato-do-mato é a menor espécie de felino do Brasil e está associado com os remanescentes de vegetação natural, sem os quais desaparece. Ameaçado pelo desmatamento, criação de estradas, comércio ilegal, caça furtiva e pela perda de seu habitat sendo convertido em terras agrícolas, o gato-do-mato está vulnerável à extinção. (VU/IUCN; EN/BR; VU/RS).

 
Attila rufus (Foto. Eloir da Silva).jpeg

O Capitão-de-saíra é encontrado exclusivamente no Brasil, na região da Mata Atlântica. Esta espécie, vulnerável à extinção, alimenta-se de insetos, anfíbios e pequenos frutos, e é essencial para o bom funcionamento do ecossistema onde vive. (LC/IUCN; VU/RS).

Attila rufus (Foto. Eloir da Silva).jpeg
L. pardalis Felipe Peters.jfif
L. pardalis Felipe Peters.jfif

Gato-do-mato (Leopardus tigrinus)

O gato-do-mato é a menor espécie de felino do Brasil e está associado com os remanescentes de vegetação natural, sem os quais desaparece. Ameaçado pelo desmatamento, criação de estradas, comércio ilegal, caça furtiva e pela perda de seu habitat sendo convertido em terras agrícolas, o gato-do-mato está vulnerável à extinção. (VU/IUCN; EN/BR; VU/RS).