Buscar

Plano de manejo da APA do Banhado Grande volta a debate no conselho da UC

A última reunião do conselho da Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande, realizada no dia 8, teve como principal debate a situação do plano de manejo da Unidade de Conservação. A questão vem se arrastando desde 2010 e, embora seja fundamental para o funcionamento da APA, continua sem solução.


A proposta vinha sendo negociada entre a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), responsável pela APA, e a Fundação Zoobotânica (FZB), instituição vinculada à Secretaria e com ampla experiência no assunto. Entretanto, em reunião realizada em março, o ex-secretário do meio ambiente, Helio Corbellini, decidiu não levar adiante as negociações com a FZB e iniciar um novo processo para a contratação de uma empresa externa.


Diversas instituições do conselho, entre elas o Instituto Curicaca, se mostraram preocupadas com a situação. Segundo o coordenador geral e representante da ONG no conselho, Jan Mähler Jr., “o processo demoraria mais sendo reiniciado agora, muito provavelmente com um custo maior, e sem ter como garantir a qualidade e experiência da nova equipe”. Ficou encaminhado o agendamento de uma reunião para a discussão do assunto com o novo secretário do meio ambiente, Carlos Fernando Niedersberg.


Outros pontos também fizeram parte do encontro. Houve uma apresentação do plano de bacia do rio Gravataí por um representante do Comitê local, que expôs que a ocupação intensa do território tem trazido desafios para sua gestão. O planejamento das programações de aniversário de 15 anos da Área de Proteção Ambiental também foi pauta. O Curicaca participará da comemoração com duas atividades: um encontro para observação de aves na Unidade de Conservação, ministrado por Jan, e uma palestra do coordenador técnico da ONG, Alexandre Krob, sobre o Projeto de Conservação do Cervo-do-pantanal no Rio Grande do Sul (PROCERVO), que vem sendo realizado na área.

CURIO1.png